CDL NH entrega chocolates para incentivar o consumo Ação de Páscoa ocorreu no centro da cidade com presença do coelhinho

20170412_140026 20170412_140742 20170412_141018  20170412_143743

Lojistas de Novo Hamburgo comemoram a chegada de mais uma data especial no comércio. A Páscoa promete aumentar o consumo. A Câmara de Dirigentes Lojistas de Novo Hamburgo espera um crescimento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. Nesta terça-feira, a entidade começou a realizar ações de incentivo junto ao comércio com a presença do coelhinho. “Nesta quarta, quinta, sexta e sábado também vamos fazer novas ações com os consumidores, distribuindo chocolate e promovendo ofertas especiais”, diz o diretor de marketing da CDL NH, Jorge Stoffel.

Quem receber o cartão de páscoa do coelhinho terá direito a diversas ofertas, que vão de 5 a 10% de desconto nas lojas Katy Calçados, Terê Calçados, Movitel e Tecnolar. Na Informatize, os descontos chegam a 25%. A Rainha das Noivas também participa da mobilização.

De acordo com o economista, Eduardo Starosta, cerca de 34% das famílias devem gastar entre R$ 50,00 e R$ 100 com chocolates;  40% pretendem gastar mais de R$ 100,00; e 26% ficarão com compras abaixo de R$ 50,00.

A expectativa é de que outros itens também apresentem acréscimo nas vendas. Em relação a março o crescimento previsto é de 15% para roupas infantis e de 5% nos brinquedos, analisa Starosta. “O ovo de chocolate, por seu formato, acaba agregando um aumento de preço da ordem de 480%: o preço médio do quilo do chocolate em barra é de R$ 54,00 e do ovo de páscoa R$ 317,00”, observa Starosta, que percebe uma maior racionalidade dos consumidores na compra dos produtos típicos da Páscoa.

Para o Presidente da CDL NH, Gilberto Kasper, a opção para os consumidores é adquirir o chocolate em barra e fazer o ovo de Páscoa artesanalmente. “Nas lojas do ramo há diversas opções de moldes a preços reduzidos”, sugere Kasper, que ainda propõe negociar com as crianças a compra de menos ovos, substituindo-os por brinquedos ou artigos do vestuário, o que e também acaba sendo compensador.